Mentiras no Divã

“Sabe, estou disposta a grandes mudanças. Decidi fazer planos concretos para o futuro, não esperar mais pelas atitudes dos outros, nem esperar somente coisas boas. Decidi também não olhar mais para trás e direcionar meus olhos somente para o futuro. Decidi finalmente fazer aquela viagem que tanto sonho, aquele curso que tanto tinha vontade e ir ao cinema sozinha.

Hoje me sinto mais confiante, disposta a realizar todas as mudanças que acho necessárias em minha vida. Tantas decisões assim, devem ter algum motivo, que ainda não está claro pra mim, mas que no a posteriori talvez fiquem.

Decidi me apaixonar sem medo de me entregar, viver o momento, sorrir mais, ser mais flexível, ouvir críticas e criticar também. Correr mais riscos de me decepcionar. Não esconder o choro, porque simplesmente pode ser mais sincero que um sorriso.

E decidi vir te contar isso, porque como todas as coisas que faço ou as decisões que tomo preciso te falar, ou compartilhar.

Por quê?

Porque talvez eu não seja uma pessoa tão segura, ou tenha medo de tantas mudanças e decisões. Na verdade, devo ter medo de muitas coisas, que prefiro esconder de você.

Talvez eu espere um “sim” ou “não” seu, mesmo sabendo que ele nunca virá. Acho que só de pensar nisso tudo que falei, já não me sinto mais tão forte. Dúvidas começam a invadir meus pensamentos, será se posso tudo isso mesmo? Por que você não responde minhas perguntas? Por que toda vez que venho aqui, saio com mais perguntas do que quando cheguei? Você não me ama? Porque eu já te demonstrei que te amo, só pelo simples fato de vir aqui toda semana!

Tudo bem, você não precisa me amar, apenas me escute, isso já está de bom tamanho.”

2 thoughts on “Mentiras no Divã

  1. Mariana,

    Adorei o texto, a princípio achei que leria uma crítica sobre o livro do Yalom. Melhor que isso, encontrei uma narrativa divertida e repleta de verdades sobre a experiência analítica.

    Parabéns =)

    • Olá Marcello!

      Que bom que gostou do texto, você deve ter uma noção boa do que se trata!!
      Ficou bem exagerado, mas acho no fundo o analisante se sente um pouco assim mesmo…

      Beijos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s